« Usar bases de dados é um gesto ambiental | Main | Is a crisis the right time to implement a new information management system? »
Segunda-feira
Jul232012

A folha e a Biblioteca

Não é com a informação espalhada em dezenas ou centenas de folhas de cálculo que se consegue gerir eficientemente uma instituição. Não só não existe controle sobre a qualidade ou disciplina de utilização das mesmas, como a sua partilha é feita de maneiras muito desorganizadas. 
As folhas de cálculo são fantásticas para análise financeira, calculos iterativos ou redes, ou ainda para modelos analiticos pessoais,  mas não foram pensadas para manipular as enormes quantidades de dados que qualquer actividade gera diariamente. Essa tarefa cai que nem uma luva nas Bases de dados e sistemas de informação de gestão. A adaptação das equipas a estes, pode parece dificil e gerar algum atrito inicial, mas a curto prazo,  os benificios são visiveis e irreversíveis.  A instituição passa a ter dados ordenados e informação util ao alcance de quem a precisa e com toda a segurança.Com um sistema de informação bem pensado passa a ser muito mais simples gerir e acompanhar o pulsar de cada empresa “em directo”  e não apenas no fim de cada mês...  Uma decisão que espera dez dias para ser tomada pode representar perdas enormes ou tornar um incidente num problema incontrolável..
Imagine-se uma Biblioteca onde em vez de existirem livros e estantes houvesse apenas pilhas de folhas soltas.  Alguém conseguiria ler alguma coisa.....?

Luis Calçada

Reader Comments

There are no comments for this journal entry. To create a new comment, use the form below.

PostPost a New Comment

Enter your information below to add a new comment.

My response is on my own website »
Author Email (optional):
Author URL (optional):
Post:
 
Some HTML allowed: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <code> <em> <i> <strike> <strong>