Ligue já
(+351) 214 539 815

Notícias e Blog

Na Caltec gostamos de ajudar Decisores,  Administradores e empresas a melhor gerir e consolidar os seus dados e informação. Temos mesmo algumas sugestões a oferecer que se enquadram com as ideias veiculadas nos nossos sistemas! Para saber como simplificar as TI e os processos leia o nosso blog e diga-nos o que pensa...

Contactar a Caltec
Sexta-feira
Jun222012

A Caixa Negra

Em Portugal,  gestão de projectos e processos é, de uma maneira geral, adequadamente, planeada, mas menos bem executada. Será que se trata de ausência de ferramentas eficazes de controle? Será falta de formação dos controladores que continuam a usar métodos recônditos e datados para o fazer? Senão, como se explicam os recentes desvarios orçamentais que têm sido descobertos? Ou os buracos financeiros em instituições públicas e privadas?

Que ferramentas se usavam (ou não), nessas instituições? E, se não usavam, porque foram adquiridas? Ou será que, como é hábito, ninguém sabia de nada? Porque que se continuam a usar ferramentas redutoras e individuais como folhas de cálculo (papel eléctrico), para armazenar cruzar e consolidar dados de enorme responsabilidade onde se podem manipular números facilmente e sem deixar rasto...

Sistemas de informação eficientes têm de ser flexíveis onde é necessário, mas rígidos sempre que é preciso. Podem, facilmente, tomar conta de projectos e, assim, substituir as folhas de cálculo. Podem monitorizar e chamar os auditores ou responsáveis quando algo invulgar se materializa. E, no caso de incidentes ou desvios, devem ter funcionalidades capazes de ter nos mostrar onde e quando aconteceu o problema e a responsabilidade do mesmo, se aplicável.

Tal como um piloto automático num avião é capaz de manter uma rota e altitude, um sistema pode não deixar um projecto sair dos limites definidos sem autorização especial. Se ela for dada, serão registadas todas as acções e transacções na “caixa negra” do sistema.

Passaria a poder ser muito mais fácil e rápido apurar responsabilidades sobre perdas e desperdícios de milhões de euros....

Luis Calçada

Quinta-feira
Mai242012

C3i- Comando, Controlo, Comunicações e Informação

C3i é uma abreviatura que as Forças Armadas usam para caracterizar quatro áreas de extrema importância nas operações militares, respectivamente, Comando, Controlo, Comunicações e Informação. Basta uma delas não ter a devida atenção, para que falhe ou não atinja os objectivos propostos, uma operação em que podem estar vidas, interesses económicos e políticos em risco.

No mundo empresarial civil, tanto no sector público como no privado temos assistido a consecutivos falhanços que se podem imputar a deficiências em várias destas àreas.

Ou não há um verdadeiro comandante com perfil de liderança a dirigir uma empresa. Ou não há mecanismos de controlo estabelecidos que possam balizar e manter a actividade dentro do que é expectável. Ou não há canais de comunicação eficientes que permitam decisões rápidas. Ou, por último, quem tem de saber o que se está a passar, não o sabe na realidade, ou apenas sabe aquilo que o deixam saber.

O pior vem quando sabemos que estas entidades gastaram milhões de euros com sistemas que não funcionam. Ou porque são complicados e ninguém os consegue  usar ou porque criam mais problemas que os que resolvem.

A solução tem de passar pela simplificação de processos e sistemas que promovam as Comunicações, o Controlo eficaz e o acesso simples à informação. Com estas três áreas bem sólidas, o Comando e a liderança aparecem natural e eficazmente.

Luis Calçada

Page 1 ... 2 3 4 5 6